O que fazer com seu Networking para gerar grandes resultados no ano que inicia?

Tradicionalmente nesta época de transição entre o ano velho/ano novo nos pegamos avaliando o que podemos fazer diferente que possa nos gerar resultados, porque segundo a máxima de Einstein…”Insanidade é esperar obter resultados diferentes fazendo as mesmas coisas“

Bem, mais depois de uma certa caminhada profissional, parece que já fizemos (quase) tudo, não é? Certamente esta linha de raciocínio não nos ajuda e certamente sempre temos algo novo para inovar, aprender, compartilhar…enfim…

Quero hoje dar uma dica muito, muito simples e que, se bem aplicada, vai te gerar muito resultado, topa?

O esforço é relativamente baixo e, se incorporado em seus hábitos, certamente pode te trazer grande satisfação.

Antes da dica, preciso compartilhar contigo um pouco da base teórica de Networking Profissional e Marketing de Referências, para que possa entender o conceito antes de aplicar esta dica, muito, muito simples. Vou procurar fazer isto da forma mais direta e prática possível, pois o objetivo não é te prender na teoria, mas sim, o quanto antes, permitir que abstraia a essência para por logo em prática, combinado?

Um dos fundamentos do Networking Profissional é o estudo das Redes de Contato, ou Redes de Relacionamento. Como elas se formam, como se dá a interação de Redes de Contato de diferentes pessoas, quais são os contatos estratégicos para determinada atividade, etc

Apenas para pontuar, todos temos Redes de Contatos, correto? Nem todos sabemos trabalhar nossas redes, mas esta é uma outra estória…Nossa Rede de Contatos Profissional, de forma simplificada, é formada por pessoas: 1- Que conhecemos o trabalho; 2- Que temos um grau mínimo de confiança mútua estabelecida e 3- Que gostamos!

Eduardo, você está querendo dizer que para formar uma Rede de Contatos profissional é preciso muito mais que aceitar a pessoa em minhas redes sociais?

Exatamente isto!

As Redes de Contato verdadeiras, produtivas, rentáveis, recíprocas, profícuas são relações pessoais, muito além do ambiente web! Mais calma, nem tudo está perdido! Estas relações humanas podem começar pelas mídias sociais! Mas se elas não forem aprofundadas, terão baixa eficácia. Está claro?

Então quero dar outro conceito: Redes de Contato ativas e Redes de Contato Latentes.

Rede de Contatos Ativa é composta pelas pessoas que você tem mantido contato razoável nos últimos tempos. Um bom exemplo (embora não seja em absoluto o único), são as pessoas que estão na agenda do seu celular! Mas não são sobre estas redes que quero falar hoje. Quero falar sobre as Redes Latentes.

Rede de Contatos Latentes são formadas por pessoas que um dia já tivemos intenso relacionamento, mas faz um bom tempo que não nos falamos, por uma razão ou por outra.

Podem ser ex-colegas de pós ou de faculdade, ex-colegas de trabalho, antigos clientes, parceiros de negócios, enfim…

Desde que continuemos crendo na capacidade destas pessoas e confiando nelas, estes são relacionamentos extraordinários! São pessoas que já temos grande confiança estabelecida e por alguma razão, a vida nos levou cada um para um lado.

Uma das características simples para identificarmos estas pessoas, são aquelas que, pode fazer dez anos que não conversamos, quando isto acontece, você tem a sensação que foi na semana passada a última conversa. Já aconteceu contigo? É até engraçado…parece que estamos continuando um papo da semana passada, apesar de fazer 3, 5, 10 anos que isto não acontecia…

E porque estes relacionamentos latentes são tão importantes?

Por uma razão muito simples…(estrategicamente falando, à parte da amizade, das recordações, das risadas, etc…!) As pessoas com quem mantemos contatos ativos, provavelmente já te passaram as oportunidades que elas tem acesso! Seus recursos de Networking, se você tem trabalhado direito, já foram convertidos em seu benefício.

Seus contatos das Redes Latentes, contudo, transitaram por lugares nos últimos tempos, conheceram pessoas, trabalharam em empresas que você nunca sonhou em acessar! E isto é fantástico, pois é uma fonte de recursos potencialmente disponíveis que elas possuem, ainda que inconscientemente, que com técnica e sabedoria você poderá acessar.

E o grande diferencial destas redes é justamente que você já tem uma grande relação de confiança construída!

Costumo dizer em meus treinamentos de Networking Profissional que para construir a confiança é preciso comer um quilo de sal, como nossos avós já diziam…isto é, o que eles queriam dizer é que, para construir confiança é preciso investir tempo de qualidade juntos, e isto é o que você mais tem com estas Redes Latentes, pois se estudaram juntos, trabalharam juntos, “ralaram” juntos, certamente investiram muito tempo de qualidade juntos e a confiança é altíssima, ou seja, o mais difícil e demorado, vocês já tem. Entendeu o conceito?

Muito bem, vamos à dica agora? Acredito que já é hora de avançar! Este é um exercício de ativação de Redes de Contatos latentes.

Passo um – Você vai fazer uma lista das pessoas que costumavam ser muito próximas a você e com quem não fala faz tempo. Aproveite o clima das festas de final de ano! É uma excelente ocasião para isto.

Lembre-se de seu colégio, quem eram as pessoas mais próximas? Escreva seus nomes em um papel (você deve lembrar muito bem de seus nomes!), Depois da Faculdade, quem eram as pessoas realmente próximas a você? Escreva! Na Pós? Escreva! Lembre-se da primeira empresa que trabalhou…com quem costumava almoçar diariamente? Quem te ajudava a resolver os problemas? Passe por todas as empresas onde trabalhou, clubes que frequentou, igrejas, ONG`s, centros religiosos, organizações, enfim, mapeie todos os lugares onde investiu tempo de qualidade em sua vida e faça um inventário dos relacionamentos que deixou para traz.

Passo dois – Este passo pode te dar algum trabalho, pois muitos destes contatos podem ter-se perdido…as mídias sociais, neste momento, podem ser uma ajuda fantástica! Perguntar por estes contatos a eventuais amigos em comum também pode ser uma boa ideia! Hoje as ferramentas são variadas e à disposição de todos.

Passo três – Ligue para a pessoa, diga quem está falando e diga com as suas palavras:

– Oi Fulano, você não vai adivinhar quem está falando…Lembrei de você esta semana e estou entrando em contato apenas para saber como tem passado!

Passo quatro – Ouça atentamente o que seu amigo/amiga tem a dizer!

Pergunte por onde tem andado, o que tem feito, onde está trabalhando, e converse normalmente!

Muito importante – Não tente vender nada! Apenas se interesse e ouça atentamente.

Se possível, marque um encontro para um café. Pela lei da reciprocidade, a pessoa também perguntará o que você tem feito. (Mas aguarde o momento oportuno para falar de trabalho)

Passo cinco – Pergunte se há alguma forma de ajudá-la profissional ou pessoalmente, e se houver, ajude verdadeiramente, afinal, ela merece pelos velhos tempos, não é?

Naturalmente elas irão querer retribuir a ajuda e só então será o momento de também permitir que esta pessoa abra sua Rede de Contatos para te ajudar também.

Gostou? Ainda que possa parecer meio esquisito no começo, procure intencionalmente ajudar as pessoas com quem tem relacionamentos latentes de qualidade e reative estes contatos.

Avalie então se boas oportunidades de negócios não virão para você! ( Se não vierem, o que eu duvido, pelo menos bons momentos com pessoas que você gosta, com certeza você vai ter!)