Será que focar 100% dos seus esforços no networking online vai realmente gerar todos os resultados que você espera para o seu negócio?

Ou é necessário, também, trabalhar offline para gerar os negócios que você merece e necessita? Se você criou uma conta no LinkedIn e acha que todo networking pode ser feito lá, e a isto se resume toda sua estratégia de networking, você pode estar perdendo o melhor da festa!

Não há dúvida que a principal ferramenta online para fazer networking hoje é o LinkedIn. Evidentemente, a primeira coisa que é preciso saber é se sabemos usá-la efetivamente ou não.

Sabe aquele aparelho de som que a pessoa compra, não lê o manual, já começa a usar e depois de um tempo percebe que está utilizando somente 10% das funcionalidades e, de alguma forma, percebe que está jogando dinheiro fora? Bem, qualquer ferramenta online é assim também.

Muitos fizeram seu cadastro no LinkedIn há anos, quando ainda não tinham estruturados seus negócios, suas empresas, e o fizeram porque, na época, estavam procurando emprego e NUNCA mais atualizaram seus perfis. Estas pessoas perdem a oportunidade de se conectar com outras pessoas que tem o mesmo mindset e de gerar leads para seus negócios.

Milhares de empresários, empreendedores e profissionais liberais entraram no LinkedIn nos últimos anos por uma razão ou por outra, e muitas vezes, a única referência sobre “Networking” que a pessoa tem é a ferramenta (que é fantástica, diga-se de passagem). O problema é que a esmagadora maioria do mundo corporativo e empresarial involuntariamente substituiu a essência do networking pela ferramenta. A proposta aqui é restaurar os conhecimentos e habilidades essenciais do networking, para que então possa-se utilizar a ferramenta com muito mais propriedade, eficiência e eficácia.

Para desmistificar: Fazer seu cadastro no LinkedIn, dar uns “likes”, parabenizar um ou outro pelo aniversário ou promoção com frases pré sugeridas, utilizando o LinkedIn da mesma forma que se utiliza o Facebook, não vai te gerar resultado positivo. E isso não faz de você um Networker.

A boa notícia é que, quando entender o que é Networking de verdade e se dedicar a desenvolver os fundamentos e as habilidades desta área, você vai utilizar o LinkedIn de uma forma completamente diferente.

Mas o que é Networking afinal de contas?

Segundo Dr Ivan Misner, considerado o maior especialista em Networking Profissional e Marketing de Referências do mundo, autor de dezenas de livros sobre o assunto, fundador do BNI – Business Network International -, a maior organização de Networking de Negócios do planeta, Networking, “é o processo de desenvolver e utilizar a sua rede de contatos para aumentar o seu negócio, o seu conhecimento e expandir a sua esfera de influência para contribuir para a sua comunidade” Entrepreneur Magazine – A New Definitionof Networking

Em um ambiente de negócios cada vez mais interdependente e interconectado, a habilidade de construir conexões adequadas é cada vez mais instrumento valioso de criação de inovação e oportunidades, tanto no mundo corporativo quanto no empresarial.

Observe que Dr. Ivan Misner se refere a um processo. Quando você ouve a palavra processo a que isto te remete? Se pensou em uma sequência lógica e organizada de eventos, algo bem definido, um método ou algo parecido, está no caminho certo!

Depois Dr. Ivan se refere a duas palavras intrigantes: Desenvolver e Utilizar. Isto nos traz à mente que Networking pode (e deve) ser desenvolvido. Por outro lado, com a palavra utilizar, compreendemos a noção de que seu Networking pode não estar sendo utilizado, mesmo você estando cadastrado no LinkedIn!

Isto mesmo! Eu estou afirmando que existem milhares de empresários, empreendedores, profissionais liberais e executivos, cadastrados no LinkedIn, com sua rede por vezes razoavelmente mapeada na ferramenta, mas que não estão usufruindo de suas conexões. Desta forma, não estão praticando networking!

Será que existem pessoas que possuem uma excelente rede de contatos, mas que não a utilizam? Ou a subutilizam? Perfeitamente possível! Acompanhe atentamente, pois talvez este seja o seu caso.

Conheço muitas pessoas que tem bom relacionamento, mas não sabem como dar o próximo passo, seja na forma de negócios, conhecimento ou influência. Muitas vezes, para se conseguir dar este passo, será preciso trabalhar offline também. Por isso, muitos se frustam, pois achavam que bastaria ter um cadastro no LinkedIn que os negócios e as oportunidades viriam!

O que é então uma rede de contatos profissional?

Uma rede de contatos profissional é o conjunto de pessoas que conhecemos e com quem desenvolvemos um grau razoável de relacionamento e confiança que nos permite recomendar ou sermos recomendados profissionalmente por elas visando o desenvolvimento de oportunidades, aprendizado ou negócios.

Todos temos redes de contatos! Nossa rede de contatos profissional, de forma simplificada, é formada por pessoas: 1, que conhecemos o trabalho ou durante nossa jornada educacional; 2, que temos um grau mínimo de confiança mútua estabelecida; e 3, que gostamos!

Você pode estar se perguntando se com essas afirmações eu estou querendo dizer que para formar uma rede de contatos profissional é preciso muito mais que aceitar a pessoa nas minhas conexões do LinkedIn ou pedir para ela me aceitar nas conexões dela? Exatamente isto!

As redes de contato verdadeiras, produtivas, rentáveis, recíprocas, profícuas são relações pessoais, muito além do ambiente web! Mas, calma. nem tudo está perdido! Estas relações humanas muitas vezes podem começar justamente pelas mídias sociais! Mas se elas não forem aprofundadas, terão baixa eficácia.

Procure visitar eventos de Networking e experimente como o olho no olho vai te ajudar a desenvolver seus relacionamentos e negócios. Estar com as pessoas certas presencialmente te dará uma nova dimensão de negócios, vai ampliar sua visibilidade e credibilidade e fará com que sua rede de relacionamentos cresça – inclusive no LinkedIn !

Sucesso!

Eduardo Santana